sábado, 17 de outubro de 2009

Estrelas.



eixam traçadas a dourado
Pegadas no livro da vida,
São estrelas cadentes
de origem indefinida

Cometas fulgurantes,
Almas imortais
Príncipes e princesas
Em histórias reais.

No sangue azul, misturado
Outro sangue, menos puro
São por isso desprezados,
Seres vivos, sem futuro.

São vira-latas de nome
Sem apelido incluído
Sombras dispersas na noite
Sem direitos, ou abrigo.

Essas estrelas vagueantes
Lembram mundos de encantar
Tempos mágicos, diferentes
Aos quais era bom voltar

Se um ser assim, tão puro e belo
Cruzar o seu, com o teu caminho
Não voltes as tuas costas
Não o deixes ficar sozinho...


conto de Carla Isabel Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por gostares de gatos :)
Todos os comentários são muito importantes para mim.
Ron-rons da Moody