quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Como escolher o nome aos gatos.



Dar nome aos gatos é uma questão difícil,

Não é nenhum jogo de férias;

Podeis pensar que sou doido varrido

Quando vos digo que um gato deve ter TRÊS DIFERENTES NOMES

Antes de mais nada, há o nome que a família emprega diariamente,

Tal como Peter, Augustus, Alonzo ou James,

Tal como Victor ou Jonathan, George ou Bill Bailey –

Todos eles sensatos nomes de todos os dias

Há nomes de maior fantasia se achais que soam melhor,

Alguns para cavalheiros, alguns para as damas:

Tais como Plato, Admetus, Electra, Demeter –

Mas todos eles sensatos nomes de todos os dias

Mas, digo-vos eu, um gato precisa de um nome que seja particular,

Um nome que seja peculiar, e mais dignificado,

Senão, como pode ele manter a cauda perpendicular,

Ou estender os bigodes, ou encarecer o orgulho?

De nomes desta espécie dou-vos um quórum,

Tais como Muskustrap, Quaxo ou Coricopat,

Tais como Bombalurina, ou então Jellylorum –

Nomes que nunca pertence a mais do que um gato

Mas, mais acima e mais além, falta ainda outro nome,

E esse é o nome que jamais adivinhareis;

O nome que nenhuma investigação humana pode descobrir –

Mas o PRÓPRIO GATO sabe-o, e nunca confessará.

Quando se vê um gato em profunda meditação,

A razão, digo-vos eu, é sempre a mesma:

O seu espírito está em ávida contemplação

Do pensamento, do pensamento, do pensamento do seu nome:

Do seu inefável efável

Efaninefável

Profundo e incontável singular Nome.


T.S. Elliot (1888-1965)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por gostares de gatos :)
Todos os comentários são muito importantes para mim.
Ron-rons da Moody