domingo, 6 de novembro de 2011

O seu gato arranha e destrói a mobília?

Aprenda como lidar com esta situação...

O seu gato arranha e destrói a mobília?



Os gatos não são maus nem têm a intenção de destruir quando cravam as unhas nos seus cortinados ou no seu sofá favorito. O que eles estão a fazer é a retirar tecido morto das unhas, exactamente como nós usamos uma lima para arranjar as nossas. Outra das razões que os leva a arranhar alguns objectos é a marcação do seu território, o que conseguem espalhando o seu cheiro através das glândulas existentes nas patas.

Para a marcação do seu território os gatos escolhem normalmente objectos mais com base no sítio onde encontram do que no material de que são feitos. Por exemplo, se o seu gato sentir a ameaça de outro gato que se passeia na frente da sua porta, provavelmente vai escolher para arranhar e "borrifar" um objecto que se encontre perto desse local, ou seja, na frente da porta.

Os gatos que saem de casa têm normalmente comportamentos mais destrutivos do que os que nunca saem. O mesmo acontece com gatos que são retirados às mães demasiado cedo.

Remoção das unhas

Talvez não haja procedimento que provoque mais controvérsia que a remoção das unhas de um gato através de intervenção cirúrgica. A operação cirúrgica, realizada com anestesia geral, envolve a remoção da unha e da porção de osso que contém a placa donde a unha cresce. Os veterinários de orientação médico/comportamentalista tendem a favorecer a remoção das unhas, enquanto que os de orientação comportamentalista /psicológica são contra. De facto, é um procedimento cruel, desnecessário e que pode provocar danos físicos e emocionais ao gato.

Alguns dos problemas físicos resultantes da remoção das unhas poderão ser:
  • dores no período pós-operatório, hemorragias e até mesmo gangrena.
  • dificuldade em cuidar de si próprio
  • dificuldade em trepar por não se conseguir agarrar. Logo, não pode subir às árvores para fugir dos cães e pode magoar-se ao tentar subir a sítios altos, pois como não se consegue agarrar, cai.
  • eliminação da sua capacidade de caçar

Qual é a alternativa à remoção das unhas?

Há maneiras mais humanas de impedir as destruições provocadas por um felino do que a remoção das unhas e os castigos corporais. Em vez disso tente implementar o seguinte programa:

Arranje alguns postes para o gato arranhar, brinquedos e um tapete para gato. Quando se gato estiver a arranhar o tapete ou os postes, preste-lhe atenção, olhe para ele, brinque com ele, afague-o. Dê-lhe um pouco de um alimento de que ele goste (queijo ou atum). Procure dizer sempre as mesmas palavras tais como: "óptimo, lindo gatinho".Não lhe preste muito atenção quando ele se encontrar longe do tapete ou dos postes.

Quando o apanhar a arranhar objectos indesejáveis, assuste-o com um "Scccchttt" "Não arranha".

Há várias maneiras de assustar um gato sem o magoar, tais como; molhar-lhe o focinho com uma pistola de água, ou com um borrifador ou usar um aparelho de ultra-sons. Também se pode conseguir dissuadir um gato de arranhar tornando os objectos repulsivos para o animal. Borrife os objectos (não o seu gato, claro…) com laca ou pimenta, ou cole fita adesiva de ambos os lados. Estas medidas devem ser complementadas com brinquedos e outros objectos que possam prender a sua (dele) atenção e que ele possa arranhar.

E lembre-se: os gatos arranham. É isso precisamente que fazem. E se não gosta que o seu gatinho arranhe a sua mobília, redireccione o seu comportamento, mostrando-lhe onde é que ele o pode fazer e satisfazer, assim, o seu instinto natural.

Afinal de contas, arranhar é um dos poucos prazeres da vida de que os gatos podem gozar. Não os privemos disso!

artigo retirado de ARCADENOE.SAPO.PT

6 comentários:

  1. Esse amarelinho fisicamente é bem parecido com o meu, que felizmente tem sido muito fácil de educar.
    Tens página na arcadenoe? como te chamas lá?
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. A Rutha e a Pink já arranharam muitos sofás e cadeiras durante os últimos 14 anos, mas de uns 2 anos pra cá eu comecei a cortar as unhas delas e acho que melhorou um pouco a arranhação. Já comprei arranhadores que jamais foram usados, elas sempre preferiram os sofás mesmo. Gostaria de ter lido essas dicas muitos anos atrás...
    Beijos
    Laís

    ResponderEliminar
  3. Os meus têm postes mas de vez enquanto lá vai uma arranhadela no sofá...

    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. O gato da foto parece a minha saudosa Milú!
    Sou completamente contra a remoção das unhas dos gatos. É uma aberração que deveria ser punida por lei!!! As unhas deles são o equivalente aos nossos dedos.
    beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Mesmo com arranhadores que eles usam e gostam, o sofá ainda faz parte de um oi básico todo dia.
    beijos

    ResponderEliminar
  6. Quem decidir ter um gato tem que saber que arranhar é o divertimento preferido deles. Afinal todos devíamos saber que os animais não são brinquedos, precisam de libertar energia e cada um tem a sua maneira de o fazer. Beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada por gostares de gatos :)
Todos os comentários são muito importantes para mim.
Ron-rons da Moody