domingo, 15 de maio de 2011

Pixie Bob - Gato companheiro com dedos a mais



Descendente de selvagens

O Pixie Bob é uma raça relativamente recente, contudo a sua origem parece pouco clara e está envolta em algumas dúvidas.
Sabe-se que Ann Brewers começou a desenvolver a raça em 1985, cruzando uma fêmea doméstica sem raça definida e um macho selvagem, que se calcula ter sido o Red Coastal Bob Cat, uma pequena espécie da América do Norte, com o qual o Pixie Bob é muito parecido.
A criadora adotou dois exemplares, resultantes desse cruzamento, e em 1986 nasceu Pixie, a precursora da raça Pixie Bob. 
Desde sempre, este gato, começou a despertar interesse, principalmente devido ao seu lado exótico, e cedo recebeu reconhecimento por parte da segunda maior associação de gatos dos EUA, a TICA (The International Cat Association), onde está registado como raça doméstica.

“São fiéis como cães e aprendem rapidamente”

Tal cão, tal gato
Embora fisicamente seja muito parecido com um animal selvagem, este felino é muito calmo e companheiro, chegando mesmo a ser comparado a um cão. É capaz de desenvolver uma estreita e significativa relação com a família de acolhimento. São tão dóceis e sociáveis que podem, inclusivamente, ser passeados na rua, com a utilização de uma coleira. Ao contrário dos outros gatos, mais independentes, este animal é muito afectuoso e chega a ser possessivo para com o seu dono, a quem dá as boas-vindas à porta de casa.

Fisionomia exótica

A sua pelagem lembra a de um gato selvagem, herança deixada pelo ascendente Bob Cat. Tanto podem ser encontrados com pelo mais longo, como com pelo mais curto e a coloração tende mais para o cinzento ou castanho, ambos com manchas. É bastante suave ao toque, ainda que tenha um pelo resistente e impermeável Tem olhos azuis amendoados e a cabeça é redonda e larga, o que lhe confere um ar exótico. São animais relativamente grandes, com exemplares machos que chegam aos oito quilos e com fêmeas que pesam cerca de seis. A cauda é um dos seus atributos especiais, sendo de tamanho muito reduzida ou mesmo inexistente. Outro facto curioso é que nascem com de- dos em quantidade superior ao normal - cerca de seis a sete nas patas dianteiras e cinco ou seis nas traseiras. O Pixie Bob é um gato com um corpo musculado e pernas fortes.

“O seu ar selvagem contrasta com a sua personalidade afetuosa”

Bom companheiro

As famílias que moram em apartamentos pequenos podem receber um Pixie Bob, sem que este lhes destrua a casa. 
São animais que se adaptam facilmente e têm um comportamento bastante pacífico. Podem ser bons companheiros de viagem, desde que sejam habituados a isso desde cedo. 
A sua tranquilidade também faz desta raça de felinos uma das melhores para lidar e conviver diariamente com crianças. Apesar de até ser considerado um bom caçador, o Pixie Bob prefere o conforto do lar às aventuras mais selvagens da vida.
Tem sido frequentemente apelidado de “cão disfarçado”, tendo em conta a sua facilidade em aprender quando treinados e a sua imensa coragem.

4 comentários:

  1. Precisava de um bichano assim. O meu gato destrói tudo cá em casa.

    Novo desafio musical:

    http://ocantinhodomestre.blogspot.com/2011/05/desafio-musical-n-2.html

    ResponderEliminar
  2. oieee...td bem
    muito informativo, é bem lega saber sobre raças....fora q ele
    é lindo beijussssssss
    line

    ResponderEliminar
  3. Queria um destes para ter aqui. Lindo. Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. sabe se em braga vendem desta raça? decidi render-me ao encanto dos gatos e este pareceu-me ideal

    ResponderEliminar

Obrigada por gostares de gatos :)
Todos os comentários são muito importantes para mim.
Ron-rons da Moody