terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Seus bichanos














Entra e sai ano,
Soninha e seus bichanos,
gatinhos que ela adora.
não tem dia, nem hora.

Tem amor,
comidinha do dia,
Tem calor,
mão que acaricia.

Felizes são com certeza,
tratados por essa flor
da natureza.

Que com toda destreza,
dá-lhes todo amor,
empresta-lhes beleza.

Waldyr Argento Jr.

1 comentário:

  1. Poema ao meu gato

    Gato, gatinho... gatito…
    Passas ondulante…
    Ronronante…
    És mistério!...
    A minha casa
    É o teu império
    Em teus olhos azuis
    Com’ o mar
    eu mergulho…
    vejo-me propriedade tua…
    a ti meus segredos não escondo
    não posso esconder…
    segues meus passos…
    Gato, gatinho…gatito
    és meu carinho…
    no teu pêlo macio
    afago a minha mão
    …dentadinhas malandras
    lambidela, cheiradelas…
    Contente lá vai ela
    a propriedade tua
    Eu que te tenho…
    E tu que me tens
    Que contente vens!
    Que alegre és!
    Gato, gatinho...gatito

    De Margarida Almeida Tavares
    (minha dona Guida)

    ronrons

    ResponderEliminar

Obrigada por gostares de gatos :)
Todos os comentários são muito importantes para mim.
Ron-rons da Moody